‘vai acetar muitas outras vezes’

Giovanna Ewbank and Bruno Gagliasso falaram ao “Fantástico” sobre o caso de racismo contra os filhos Títi e Bless em Portugal, no último sábado (30), quando a atriz e avidentora discutiu com uma mulher que teria dito dali pretos tirar a ”, referindo -se às crianças. Bruno was responsible for calling the police.

‘Vamos passar por cima dos racistas’: Giovanna Ewbank denounces racism sofrido pelos filhos em Portugal; video

Racism: Famosos prestam apoio a Giovanna Ewbank

De férias em Portugal com a família, o casal estava almoçando em um restaurante, entetanto as crianças brincavam na praia à frente. Bruno revealed that uma das crianças foi até eles e contou o que havia ocorrido.

— Essa mulher passou, ela não estava inside the restaurant and began to xingar as crianças, Titi e Bless, e também a família de Angolanos que estaman no restaurante e eram mais ou menos uns 15 Angolanos — relatinou Giovannau à Coutinho Majovanna. — A mulher estava diento muitas coisas, entre elas diento “pretos imundos, voltem para África”.

A actress and presenter told me that a woman was static and that she didn’t expect to see a woman confronted by a white woman.

— Sei que eu, como mulher branca, indo lá confrontá-la, a minha fala vai ser validada, eu não vou sair como a louca, a raivosa, como aventa com tantas outras mães pretas que são leoas todoso os dias, next episode — these Giovanna. — Sou uma mulher muito consciente dos meus privilegios, sou uma mulher que está semper rodeada de outras mulheres pretas aprendendo dailymente. Vou fazer jus ao nome privilegeo blank e vou combater de frente. Eu quero que todo mundo saiba, nós não vamos combater or racism de maneira leve, vamos passer por cima e fazer jus a esse tal privilegeo white.

Giovanna contou que Bless estava brincando e não comprehendeu o que hapsuri, mas que Titi entendeu tudo.

— Foi a primeira vez que a minha filha me viu combatendo o racismo de frente. Falamos muito sobre isso com eles, mas ela nunca tinha me visto combatendo de frente como foi feito. Ela fico muito assustada — these. — É muito cruel pensar que Titi e Bless, que têm 9 e 7 anos, já devem ser fortes, duas crianças , que eles já precisima ser preparados e já estão sento preparados para combater o racismo.

Ao ser questionada se havia dado um tapa na mulher, Giovanna admitiu, mas Bruno fez questionado de restallar que a esposa não agrediu, apenas reagiu.

Emocionada, a atriz disse sabre que os filhos irão passer por situations do tipo mais vezes.

— Sabemos que vai acetar muitas outras vezes — lamentou Giovanna. — Então, é continuar fortalecendo os nossos filhos, showing how wonderful they are, how strong they are and how much they have the right to combat racism.

Thiago Gagliasso: irmão deja briga familial de lado e se solidariza com sobrinhos apos episode de racismo em Portugal

We are talking about videos from Giovanna and several social media, a family known for being personal on the internet. The names like Bruna Marquezine, Marcelo Serrado, Felipe Neto, Astrid Fontenelle, Lumena Aleluia, Fabíula Nascimento, Drica Moraes and Felipe Araújo perform in solidarity in the community.

“Eu arrebentaria com os dentes dela, podem dizer que eu ia perder a razione que não deveria mas nada, nada justifica essa senhora fazer isso. (…) Não podemos mais aciter ou tolerar gente assim”, comments presenter Xuxa Meneghel.

O caso gerou repercussions na imprensa portuguesa. Jornal mais antigo em circulación em Portugal, o Diário de Notícias publicou o vídeo no qual Giovanna discute com a mulher, no restaurante de praia Clássico Beach Club, on the Costa de Caparica. A publication destaca que é possibile ouvir a brasileira diento “racista nogenta” para agressora.

Giovanna Ewbank: Imprensa portuguesa repercute denúncia de racismo feita pela atriz

O Público destacou que a mulher accusada por Giovanna foi presa. But the detention occurred because of the fact that the offenders were “injured” by the agents of the National Republican Guard (GNR) who were called locally. Still in agreement with the publication, a Division of Communication and Public Relations of the GNR informed that the woman was intoxicated at the moment of detention and had already been released.

I recently participated in a podcast “Quem Pode, Pod”, comandado pela esposa e por Fernanda Paes Leme, Bruno se emocionou ao falar do medo de violence racial contra os filhos. “En gente vive em um país racista, um país que as pessoas são assassinadas por causa da pele. Eu vouter que ter um papo diferente com Títi e Bless do que vouter Zyan. Se o Zyan parar numa blitz vai ser diferente do Bless parar numa blitz”, lamentou o ator, lembrando o terceiro filho do casal.

Leave a Reply

Your email address will not be published.